Em busca do fim-de-semana perdido

 

Hoje já é finalmente sexta…finalmente. Olhaste o calendário e era terça.Mas poderias jurar que era sexta, que amanhã acordavas ao meio-dia e tinhas o dia livre (de facto tens o dia livre, provavelmente foi essa a tua confusão: tens, não tens? Ou confundo-me eu, e não o tens?).

O tempo justifica. Está um dia quente e cinzento. A neblina que te inunda em nostalgia deixa as suas marcas no teu corpo. Perdes a energia de outrora e fechas os olhos com sono.

Que idade tens tu, corpo morto que deambula na estrada?

Que idade tens tu, alma que ninguém vê?

“Que dia é hoje?”

Perguntaste e ninguém te respondia.Procuraste o calendário e descobriste nele marcada a última sexta-feira em que vivias.

Psicologicamente Confuso…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: