Sexo com Esqueletos nem é assim tão bom, não é?

A organização do evento de moda Passarela Cibeles, em Madrid, impediu que cinco modelos desfilassem, por apresentarem uma «magreza excessiva». A proibição está de acordo com as medidas de combate à anorexia tomadas pelo governo regional. (…) Entretanto, o presidente do Conselho de Estilistas de Moda dos Estados Unidos, Stan Herman, já considerou o acto «discriminatório» e coloca-se contra as medidas espanholas.

Nada como ouvir ou ler as noticias para que rapidamente nos apeteça comentar algo. O fenómeno da anorexia nervosa nas modelos, bem como na influência que estes estereótipos de beleza têm nas jovens, é um assunto, sem dúvida, bastante explorado.

E como nem sempre, servem os posts para dizer mal, concordo absolutamente com esta medida, e não deixo de dar uma gargalhada ao “acto discriminatório”. Estamos num mundo, onde tudo o que se faça, pode de alguma forma ser considerado discriminação. Se proibir modelos esqueléticas é discriminatório, proibir modelos baixas também o deveria ser, não? Aliás, bastante mais, tendo em conta que emagrecer ou engordar, ainda é algo que poderá ser alterável com um esforço da pessoa, enquanto que crescer ou encolher é um bocadinho mais complicado…

Para esta função, é óbvio que se querem mulheres bonitas. Felizmente o conceito de beleza é relativo, e não é necessário parecer um esqueleto andante para se ser bela. Aliás, pelo contrário, tocar num corpo que parece que se vai despedaçar não me parece o mais sexy existente à face da terra. E é louvável que se comecem a tomar este tipo de medidas, para que se entenda que o importante é manter um corpo saudável, não um corpo esquelético. Se gordura a mais é prejudicial ao organismo, a magreza em demasia é-o igualmente prejudicial, podendo tornar-se fatal.

Não que a medida seja a solução mágica para se mudar mentalidades, mas há que começar por algum lado…

Psicologicamente concordante..

19 Respostas to “Sexo com Esqueletos nem é assim tão bom, não é?”

  1. Parvo Na Cadeira Says:

    O uso de modelos esqueléticos serve para os estilistas não terem de usar muito tecido, taditos.

    Nunca percebi o fascínio por esqueletos, nem por esqueletos com mamas de borracha (ou silicone ou lá o que é)😐

  2. psig Says:

    loli=x pois=X i know=X

  3. ELISABETE CUNHA Says:

    A midia cria um modelo de beleza que as vezes e inatiginvel,por consequencia as meninas querem a todo custo manter esse padrão,acabam adoecendo se tornando anorexia ou bulemicas,prejudicando o seu desenvovimento fisico e intelectual. Aqui no Brasil,passamos por esse mesmo problema.Como o padrão brasileiro geneticamente prevalece o corpo mais cheinhos(e na sua maioria lindissimos)as adolescentes ficam sempre lutar contra a natureza e se tornam objetos da midia,sofrendo com seu biotipo.BRASILEIRAS nos somos uma mistura que deu certo!!!!!!!!!

  4. Charlotte_gray Says:

    Olha, fiquei mesmo satisfeita com esta notícia. Independentemente do conceito de beleza dominante, uma coisa é fundamental: o mais importante é ser-se saudável e não existe beleza sem saúde. Acho que esta medida é revolucionária sobretudo nesse sentido. Uma “modelo”, alguém com quem, supostamente, as pessoas se querem identificar, não deve ser uma pessoa doente ou em vias de adoecer. E o problema, claro está, são os comportamentos de risco (nomeadamente, restrição alimentar severa) que estes “modelos” vão promover nos outros. Serem bonitos/as ou não pode ser subjectivo; mas é bom poder-se assegurar que, acima de tudo, são saudáveis. O IMC não é tudo, mas parece-me um passo importante na mudança de mentalidades. Era bom que esta medida fosse adoptada por outros países…

  5. ELISABETE CUNHA Says:

    Agora existe ate o manequim00 nos Estados Unidos.Parece nao haver limite para satisfazer tanto a vaidade natural como a tendencia anorexica das consumidoras.Victoria Bekham possui indice de massa corporal(imc)abaixo de 18,quando o peso saudavel pressupoeIMCentre 18,5 e 25.Uma das caracteristicas de anorexicos e bulimicos e negar a doença.dados da Revista VEJA numero 37 de set/2006.

  6. Knight Rider Says:

    isso só pode ser acto de restaurantes a tentarem terem mais clientes… damn bastards are clever

  7. ELISABETE CUNHA Says:

    Comentario booze up arg!arg! arg!

  8. Glu Glu, Sou Um Perú! Says:

    Sexo com esqueletos ha-de ser interessante? Like “Hum.. wich Bone are we breaking today?”

    Axo um pouco ridiculo esses exageros por parte de algumas pessoas (não são só as modelos..) But then again, Cada um sabe de si😛

    Eu cá como tudo o que me apetece e não engordo >.

  9. Charlotte_gray Says:

    Elisabete, só um reparo: um IMC abaixo de 18 não significa, por si só, que pessoa tenha anorexia ou qualquer outro distúrbio do comportamento alimentar. Há muitas pessoas magras que são perfeitamente saudáveis (com IMC

  10. ELISABETE CUNHA Says:

    Obrigada Charlotte pela observação,li estes dados em uma revista semanal. agradeço a atenção!! Um abraço!

  11. lunawinter Says:

    Concordo absolutamente com esta lei.

    Não tenho nada mais a acrescentar, acho eu…
    É, para mim, uma medida tão acertada que nem tenho a piadinha da praxe. 😛

    (Pode ser que assim ainda concorra para modelo.. XD)

  12. soeumesma Says:

    Eu e os espanhois até não nos cruzamos muito mas devo confessar que gostei muito quando li esta notícia. Eh lá “nuestros hermanos con cojones”! Alguém tinha que dar o primeiro passo, eu acho muito bem que as nossas jovens possam ter modelos mais saudáveis para imitar (já que a nova geração teima em tomar como role-models actrizes e modelos…).

    Acho que já foi tudo dito a respeito deste assunto e muito bem. Quanto a mim já me tinham conquistado com a defesa das mais baixinhas ou, “height challenged” para ser PC.

  13. Charlotte_gray Says:

    Elisabete: De nada.🙂 Reparei agora que o meu comentário ficou cortado, a frase era: “Há muitas pessoas magras (IMC não maior que 18) que são perfeitamente saudáveis.”

  14. ELISABETE CUNHA Says:

    Charlotte: Mesmo cortado deu para entender o seu ponto de vista.Agradeço mais uma vez a sua atenção! Bom final de semana!

  15. Gabriela Nardy Says:

    Sou editora do Jornal de Debates (www.jornaldedebates.com.br), um site colaborativo, que toda a semana levanta assuntos polêmicos para discussões, e, dessa vez, um dos temas é a anorexia, e gostaríamos de convidá-la a escrever sobre o assunto ou mesmo replicar este seu post lá.

  16. psig Says:

    Por mim, com todo o gosto, não tenho é um CPF e CEP para poder fazer o registo..não há forma de pessoas fora do brasil se registarem?

  17. Carlos Says:

    Em relação a essa doença????????(anorexia), não sou médico mas Fome, Fome isso sim é uma doença, porque o que normalmente se diz, que á uns que têm (neste caso comida) e não querem e á outros que queriam e não têm, que tal essas pessoas irem passar umas férias(sim porque o que poupam na comida sempre dá para as viagens) á somália, Sudão para ai sim verem o que é uma doença


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: