Disparates a metro! – Sopa de Estupidez

Cada dia que passa, o meu nível de incredulidade aumenta. Quer dizer, na verdade, já começo a não me surpreender com o que me vai surgindo diante dos olhos.

Há uns tempos, e vendo a quantidade de disparates que vinham parar a este blog, em forma de comentário, escrevi este post. No fundo, pretendia chamar a atenção para algumas regras básicas de conduta, que, simplesmente, fazem parte da chamada “boa-educação”. No entanto e com o passar do tempo, este post parece-me insuficiente, o que me faz trazer este tema novamente à tona.

Para exemplos, por excelência, do que me estou a referir, basta darem uma olhada por posts como :este, ou este.

Por algum motivo, muitos dos comentários que surgem nesses, e noutros posts, não foram eliminados: para que pudessem representar o que se passa por aqui, e que acaba por ser representativo do que acontece em muitos outros espaços da Internet.

Se, e felizmente, se encontram vários comentários civilizados, de opinião e conteúdo, é triste verificar a percentagem de comentários idiotas (e daqueles idiotas com muito poucas ideias decentes), ofensivos, completamente desprovidos de neurónios, enfim… lastimáveis.

Colocam-se então algumas questões: As pessoas vêm para a Internet, passar uma imagem completamente estúpida de si, propositadamente, ou na verdade, cada vez há mais aberrações com duas pernas por ai?

Será que já são assim tão poucos, os que prezam escrever num Português minimamente decente? Não é um “valor” importante, prezar a língua em que se escreve? Ou os valores já não são o que eram, e já ninguém se acha uma besta completa por não saber escrever? É que não falamos dos pobres analfabetos da idade dos nossos avós e bisavós, que coitados, gostavam de aprender, e nunca tiveram essa possibilidade. Falamos de menininhos a que tudo lhes é dado, e que não aproveitam um cu. (sim, “aproveitam um cu” é uma feia expressão, mas na verdade é adequada aos ditos cujos meninos).

Será que por estarmos debaixo de um “nick”, a falar para desconhecidos, devemos sentir-nos reis da razão? Devemos “avacalhar”, simplesmente? Perder toda a racionalidade inerente ao que nos faz ser o que somos: “humanos”?

Falamos em Morangos com Açúcar ou Floribella, mesmo sendo a dizer que os achamos os mais deprimentes da nossa sociedade, ou somente os referimos, fora de contexto no meio de um post, e chovem comentários de “A FLOR É RI-FIXE!”, “UM BEIJO PARA A FLOR”. Mas as pessoas não sabem ler? Mas as pessoas são assim tão anormais? Viverão todos de olhos tapados, seguindo um ídolo qualquer para destino incerto? Se a rapariga um dia se suicidar, os putos matam-se todos em gesto de veneração, não?

Claro que só tem um blog quem quer, e só escreve posts, de alguma forma “polémicos”, quem quer. E confesso que sim, dá-me um certo gozo fazê-lo. A estupidez humana dá-nos sempre um certo gozo, por certo algo tão… surpreendentemente sem limites.

No entanto, louvado seria o dia, em que os comentários mostrassem que a inteligência da população, não se encontra em vias de extinção.

PS – Aos ofendidos que venham aqui gritar, mesmo que por outras palavras “eu sou muito inteligente, eu até fiz isto ou aquilo que mostra a minha inteligência…”. Não esperem grande resposta, porque se a “carapuça serviu”, a prova está mais do que dada.

Psicologicamente habituada… (caso surjam mais comentários completamente ao lado…)

19 Respostas to “Disparates a metro! – Sopa de Estupidez”

  1. ParvoNaCadeira Says:

    Quando as pessoas estão no seu canto teclando, sentem que dominam a área em que estão envolvidas, esquecendo que o domínio da internet ultrapassam as 4 paredes onde se encontram.

    Infelizmente a estupidez não é crime e todos se escondem nos seus nicks e longe de qualquer tipo de exclusão social, pois não podem ser identificados.

    (a não ser que deixem link po hi5, o que para além de ser idiota é triste a um ponto que nem quero referir.)

  2. Cinel Says:

    Essa Boca é para mim ParvoNaCadeira ?
    Bem que me parece :(- , seja como for ,Ultimamente tenho reparado que muitas vezes a minha maneira de agir e de pensar, acaba por entrar em conflito com algumas pessoas à minha volta, embora isso não se note muito por eu evitar o “confronto” e preferir outras abordagens.
    Acho que hoje em dia quem é que não tem o seu link no hi5 ? =)
    faço-vos essa questão.
    Além do mais , penso que ainda não revelei a minha identidade no hi5 =) coisa que o ParvoNaCadeira não percebeu =)
    Na verdade, gosto imenso de discutir, no sentido de argumentar acho que é apenas reflectindo as nossas posições e opiniões, ou seja, estar aberto ao argumento estando também aberto à possibilidade de estarmos errados, que é possível crescer duma maneira saudável e aberta ao mundo.
    Na verdade, sinto que reflectindo chego mais longe, vejo o que esta mal em mim :(- , o que posso fazer pelos outros… no entanto também isso sem oração comum será pouco útil… pois nenhum de nós tem plena percepção do mundo, logo a clausura em nós mesmos, na vinculação plena e cega às nossas ideias, aos nossos princípios, torna-se completamente “obsoleta”…
    Abrir os braços aos outros, independentemente das ideias… no entanto discutindo-as com eles… =) como o faço com o meu amigo ParvoNaCadeira =) End Of Quote

  3. bluesboy Says:

    Não creio que seja um aumento dos espécimenes embrutecidos de duas pernas, mas somente o efeito desinibidor que a web tem sobre a verdadeira condição humana.

    Cum camandro, esgalhei uma beom intelectualizada… já posso avacalhar daqui para a frente… er… é melhor não… fica para mais tarde…😛

    Eu não disse? É a net, é a net…😉

  4. Raquel Moniz Says:

    Disparates, estupidez, inteligência disfarçada…😀 ao menos vamos dando umas gargalhadas.

    Bom ano para ti Sara e já agora para o Parvo na cadeira😉

  5. ParvoNaCadeira Says:

    Podemos ver um exemplar no comentário acimo do do bluesboy.

    É mais produtivo que lançar minhocas ao rio pelos vistos. E tem resultados mais imediatos que ornitologia.

    É pena que o Matrix apesar de ser um bom filme, gere este tipo de criaturas.

    P.S.: sim, só se pode terminar uma citação quando se começa uma… vá-se lá perceber…

  6. Cinel Says:

    ParvoNaCadeira – “comentário acimo do do bluesboy”, mas sim comentário acima do bluesboy – esta lição foi gratuita🙂.
    Primeiro que tudo, tento ser compreensivo, pela situação, para com as pessoas, para com o objectivo final. Nem sempre vemos tudo o que se passa, logo daí compreendo que tenho que ter algum tacto para com as pessoas com que lido..:) .
    Confesso que me faz imensa confusão a banalização de algumas palavras… não pelas palavras em si, mas pelo que expressam, e dificilmente diria a um amigo ou mesmo até a uma namorada =) .
    A certa altura, a palavra deixa de ter o significado profundo que a caracterizava por ser banal ouvi-la ou dize-la.
    De qualquer modo, sempre fui meio “excêntrico” em algumas coisas, talvez isto seja uma delas…
    será que sou demasiado “selectivo” com o que digo?
    Quer seja verdade ou não🙂 .
    Hoje fiquei a pensar no nível de exigência que temos nas coisas que fazemos e percebi a hierarquia que tenho, sub-conscientemente sobre o que faço.
    Para mim não faz sentido fazer alguma coisa sem ser a 100%, seja uma coisa “em grande ” ou algo insignificante.
    Acho que foram estas as “regras” que sempre segui desde que lidero pessoas como o ParvoNaCadeira 😉 .
    Não tentando discernir qual o mais correcto.. o importante aqui é pensar e escrever …
    E tu, quantas vezes já deste um murro falado?

    End Of Quote :)-:P=)

  7. Cinel Says:

    E que Comece a Batalha =)
    Quer for Titã que fale por si🙂
    Referi-me Titã no termo intelectual , pois quem não tiver palavriado como o nosso , não opina no nosso confronto Final🙂 End Of Pe

  8. Cinel Says:

    quer não mas sim “Quem”😦

  9. Ricardo Miguel Pina Says:

    A Floribella e os Morangos com Açúcar são um verdadeiro retrato da juventude actual. Eles não existiriam enquanto séries de televisão se não auferissem o share que lhes permite sobreviver… Infelizmente, essa percentagem de share não é limite, mas sim demolidora… O que revela in extremis os interesses, as curiosidades e os gostos de quem vê e consome.
    Nisso e em tantos outros entertainments que dominam os media e a vida (real e imaginária) da juventude, pouco há, a meu ver, que se lhes aproveite… Mas o «meu ver» é a minha opinião, tão importante como qualquer outra, baseada no facto de que não consigo encontrar absolutamente nada neles que me satisfaça a curiosidade ou o meu desejo de saber. Gostos, apesar de tudo, são sempre gostos, mas deveríamos constantemente submetê-los a um exame de qualidade e proficiência…
    No que trata à língua portuguesa, considero-a belíssima… Bem como à boa educação e ao respeito desse Outro na internet que, embora só conheça por meio de um nick ou de um e-mail, compreendo que ele possui família, interesses, gostos, medos e desejos… tão humanamente como qualquer outro. A internet não deve ser o depositório da nossa agressividade e rudeza… ela é um sítio tão ou mais público do que qualquer outro.

    Ao administrador do blog: parabéns pelo post; faltam muitas advertências dessas…

  10. Psicologicamente... Says:

    Suponho que se perguntassemos a um determinado número de pessoas que regularmente acompanhem estes programas, o porquê da sua escolha em vê-los, em detrimento de outros, as respostas se situariam ao nível de …

    “porque é fixe”; “porque é lindo, e ri-fixe, e o melhor de tudo”; “e porque adoro o não sei quem”, etc, etc…

    Argumentos de maior contéudo, e bem fundamentados, seriam raros (Julgo eu).

    Quanto à Internet, penso que há uma grande dificuldade, por parte de muitos, em aceitá-la como “um sítio público como qualquer outro”. Aliás, muitas vezes os valores de respeito que vemos noutros sítios públicos, baseiam-se no facto de certos actos serem punidos ou proibidos, ou pelo menos sujeitos a respostas pouco agradáveis…. se formos ofender um desconhecido no meio da rua, sujeitamo-nos a levar um murro na cara. Na internet o mais que podemos levar, é uma má resposta, e essas são indiferentes para muitos…

    Obrigada pela visita e pelos comentários.

  11. Cinel Says:

    Ricardo Miguel Pina – Obrigado ao citares por vos “Bem como à boa educação e ao respeito desse Outro na internet que, embora só conheça por meio de um nick ou de um e-mail…” =) .
    Confesso que senti uma enorme tristeza😦 , quer seja para um, quer seja para outros =), isto resume-se além de estar por detrás do meu nick ou e-mail =).
    A minha reflexão exige, assim, uma expécie de apreensão estética da vida mesma, e ela começa, precisamente, no ponto em que essa apreensão, ao defrontar-se, com aquilo que na realidade, é absolutamente inestetizavel, encontra o seu próprio limite, e requer, a entrada em cena de uma superior estratégia cognitiva.=)
    O uso do termo ” estético ” , também não deve induzir ao erro, de supor que se trate, de uma apreensão meramente contemplativa, objetivante e ” desinteressada “, pois ela inclui necessariamente, a auto-consciência do sujeito=) enquanto inseparavelmente cognoscente, “agente e paciente” entre aspas claro =) , no drama universal ai apreendido. Talvez coubesse falar em ” sentimento do mundo “, se a palavra sentimento não tivesse conotações tão mesquinhas hoje em dia. 😦
    Admito que o conceito, que estou procurando expressar, embora é claro, no seu conteúdo próprio e interno =).
    Isto para mim, em termos de citação “advertências”, como disse o Comentador, não são assim tão Causais, a ponto de frações penalizantes neste blog =),
    Acho que devemos, ter um pouco, de coerência, nas palavras que usamos, em relação aos “Posts” , e Principalmente aos comentários acima não (“acimo do do”) 🙂 referidos =).
    E nunca tomei A internet como depositório da nossa agressividade e rudeza , como o havias referido (Ricardo Miguel Pina). 🙂
    End Of Quote

  12. Psicologicamente... Says:

    Há algumas coisas também elas importantes: como sermos claros no que desejamos dizer, e nos direccionarmos para os assuntos em questão.

    Como deve calcular Cinel, um blog (ou pelo menos este), não serve para “implicar” com as opiniões deixadas pelas pessoas, simplesmente por prazer.

    Dizermos que discordamos ou concordamos com algo, expondo assim a nossa própria opinião, é algo bastante diferente de palavreado redundante, vazio e egocentrico (com o objectivo de ser profundo e cheio de saber).

  13. Cinel Says:

    Não tenho mais nada a Dizer🙂

  14. Ricardo Miguel Pina Says:

    Cara Cinel, lamento profundamente se, de alguma forma, se sentiu visada ou agredida com as implicações do que escrevi acima. Elas não eram, de forma alguma, dirigidas a si ou a qualquer outro colega que tivesse deixado um comentário ao post pela simples razão de que, na altura em que comentei, a única coisa que tinha lido era precisamente o post (visitei este blog pela primeira vez ontem)… E como tal comentei em resposta a ele e à administradora do blog, sendo a minha advertência para a educação e o respeito na Internet especialmente dirigida aos primeiros parágrafos do post, e só a ele, uma vez que não havia lido os comentários , seus ou não.
    Se a Cinel de facto utiliza a internet como «depositário da agressividade ou rudeza» ou não, de facto, eu não sei (contudo, se diz que não, eu assim acredito), pois a única coisa que conheço de si são precisamente os dois comentários que antecedem este. Como tal peço-lhe que não tome as minhas palavras como ofensa pessoal porque, de facto, elas não foram escritas com essa intenção. O que eu sei é que, de facto, muito boa gente aprecia o anonimato da internet e o utiliza contra os valores que adquiri pela minha educação e continuo a fomentar porque acredito que eles são úteis e, até, necessários a uma vida em sociedade. Esta foi a ideia que percebi do post original e que tentei transmitir, pelo que lamento qualquer mal entendido.
    Cumprimentos para si, Cinel, e o meu agradecimento à administradora.

  15. Charlotte_gray Says:

    Disparates a metro, mesmo! E se muitas vezes o conteúdo das mensagens já é, por si só, um disparate, o português totalmente ilegível ainda serve para agravar. Eu já nem falo de um ou outro erro ortográfico nem na utilização de k’s e x’s, o que me faz confusão é quando me deparo com textos cuja compreensão é quase impossível, face à plena ausência de pontuação e a erros ortográficos que, quanto muito, admitem-se no segundo ou terceiro ano de escolaridade. Se a internet é utilizada como meio de comunucação, espanta-me que não haja, muitas vezes, uma preocupação mínima, por parte das pessoas, em fazerem-se entender. Já nem falo num certo brio numa boa escrita… mas do necessário para haver um entendimento mínimo. Até dá vontade de dizer: se querem que os vossos disparates cheguem a algum lado e que sejam compreendidos, ao menos aprendam a disparatar correctamente! =D

    Em relação ao conteúdo propriamente dito, penso que aqui é como em tudo o lado… há gostos (e mau gosto) para tudo. Como alguém já aqui referiu, existe o tal efeito desinibidor, existe a fácil acessibilidade e a ausência de censura moral ou outra (ou mesmo que haja, o seu efeito acaba por ser muito menor devido ao anonimato).

    Mas sim, ainda assim, algumas coisas que se lêm não deixam de ser quase assustadoras. =|

  16. Cinel Says:

    Ricardo Miguel Pina como havias citado “Cara Cinel”😦 , fiquei surpreendido , pois eu sou Homem com um H grande🙂 , e não em termos femininos😦 , Será que tenho que mudar o meu nick ?.
    Vai-se lá perceber os porques dos nick …. enfim , são situação, no qual me deparei não só em este , mas sim em muitos outros comentários .

  17. ParvoNaCadeira Says:

    Alguém daqui tem a mania da perseguição, e é em grande, Cinel, rapaz, homem com H, o que quer que sejas, se queres tomar tudo como um assalto pessoal à tua pessoa e discuti-lo então cria um blog/fórum sobre a tua pessoa e discute.

    Se não tiveres nada de jeito para dizer (apesar de insistentemente o quereres dizer), então tira os dedos do teclado, sinceramente é um favor que te faço ao te dar este conselho.

  18. Cinel Says:

    Eu não tenho a mania da perseguição , nem pessoal🙂 .
    Já vi que não se pode brincar um pouco, na escrita virtual😦 .
    Mas obrigado pelo conselho ParvoNaCadeira🙂 , pois vou deixar de escrever neste blog , ou seja, vou fazer insistentemente😦 .
    ParvoNaCadeira – Mas nunca vou tirar os dedos do meu teclado, no qual te transcrevo estas frases🙂 .

    O Fim dos meus Comentários neste Blog😦 . End Of Pe .

  19. Raquel Moniz Says:

    E já não era sem tempo!
    Neste caso estou com o parvo na cadeira.

    Cobarde aquele que comenta sem rosto! Pior, o que nada de novo traz.

    Bom fim de semana.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: