Hannibal Rising – Saudades de uma carninha?

Hoje venho falar-vos de Hannibal Rising!

Pois é, quem não conhece Red Dragon, The Silence of the Lambs e Hannibal? Agora, chegou-nos, a prequela das prequelas, Hannibal Rising.

Objectivos? Mostrar-nos a história de Hannibal. O que o transformou na personagem que todos conhecemos? Como foi a infância/adolescência, do nosso querido Hannibal Lecter?

Arrisco a considerar Hannibal Lecter um dos melhores vilões cinematográficos, a par de outros, tais como Jack Torrance, por The Shining ou Darth Vader, por Star Wars. No entanto, e como é óbvio, é na pele de Anthony Hopkins que imaginamos este grande vilão. É o carisma do actor, a excelente capacidade de representação, o olhar penetrante e avassalador, que fazem dele o melhor dos melhores. E foi pela imagem de Hannibal Lecter estar tão fortemente intrincada com a de Anthony Hopkins, que olhei inicialmente para este novo filme, com bastante cepticismo. Como se sairia Gaspard Ulliel(Um jovem francês, desconhecido do grande público), na pele de Hannibal Lecter? Esperava, antes de ver o filme, um hannibal fraco; um hannibal “traumatizado”, calculando que colocariam a justificação dos seus traços “sociopatas”, num trauma de infância

Desconhecendo “Behind the Mask”, a obra de Thomas Harris na qual o filme se baseia, não poderei comentar a adaptação cinematográfica da mesma, limitando-me portanto a pensar no filme, em relação aos restantes.

Todos sabemos que não é somente um actor que faz um filme, e independentemente de Gaspard Ulliel, realizar uma prequela de uma história, não é tarefa fácil. O elemento surpresa, torna-se inviável (todos sabemos que Hannibal irá sobreviver até ao final do filme… no shit) e não é absolutamente nada fácil caracterizar a personalidade de Hannibal, muito menos arranjar “justificações” no seu passado para as suas características. Por um lado, Gaspard Ulliel superou em muito as minhas expectativas, conseguindo fazer jus ao nome da personagem. Não se quebrou a “mística” envolta em Hannibal Lecter, como receava que acontecesse. (Ainda bem que não escolheram Hayden Christensen ou Macaulay Culkin!).

Pena, numa ou noutra cena, ser suposto pensarmos que havia a hipótese dele morrer: não eram necessários minutos de filme que nos fizessem pensar “levanta-te lá, que é óbvio que estás bem”. Lá está, prequelas…

(cuidado com os spoilers!) 

Quanto ao dito “trauma”… bem … em jeito de piada “comeram-lhe e fizeram-lhe comer a irmã”. E não pensem em pedofilia e incesto, porque obviamente que se trata de canibalismo.
Obviamente que a complexidade da personalidade de Hannibal Lecter vai muito mais além, o que nos faz (pelo menos a mim) não considerar a morte da família, e especialmente da irmã, como “a causa dele ser quem é”, mas simplesmente como “um primeiro desencadeante”.

Há ainda que salientar o papel levado a cabo por Gong Li (Lady Murasaki), misturando por momentos, Hannibal Lecter, e o fascinante mundo de espadas e samurais.

Quanto a mim, seria difícil algum dos filmes superar The Silence of the Lambs (não era, principalmente, no jogo de palavras e emoções entre Hannibal Lecter e Clarice Starling que residia o brilhantismo do filme?). No entanto, na minha opinião, para todos os que se deliciam (nhami!) por esta personagem e pela sua história, Hannibal Rising é um filme a não perder.

Vai uma espetada de Bochechinhas e Cogumelos?

Psicologicamente Lecter…

12 Respostas to “Hannibal Rising – Saudades de uma carninha?”

  1. Parvo Na Cadeira Says:

    AGGHHHH SPOILER ALERT!!

    Ainda bem que já vi.😛

    Pois concordo completamente, não é bem um filme poderoso e tudo isso como os anteriores o foram, é mais um fan-service😛

  2. Lígia Says:

    O talento de Anthony Hopkins é inquestionavel, isso é certo.
    Não vou falar ou opinar à cerca desta saga (chamemos-lhe) que é a vida de Hannibal Lecter, pois não vi nenhum dos filmes. Só fui capaz de ver um pouco de Hannibal e confesso que tenho “pouco estômago”, sou demasiado impressionavel para algum tipo de cenas desse filme. (Enfim… são feitios.)
    Mas já vi outros filmes em que o brilhantismo de Anthony Hopkins sobressai, o poder do seu olhar e a forma como a voz deste excelente senhor nos faz “colar” é inegável.
    Penso que encarne as suas personagens de uma forma muito para além de um simples “lê e faz”.
    Gostei bastante do desempenho deste senhor no filme “who know’s joe black” não sei se já viu, em que devo também dizer que brad pitt (e excluam-se os “suspiros” do costume porque não lhe acho grande piada nem como homem, nem como actor) esteve muito bem no seu papel de Joe/A morte.
    Bom, acredito na qualidade de Hannibal Rising mas acredito mais ainda na minha incapacidade de assistir portanto fico-me por isto mesmo.

  3. Psicologicamente... Says:

    Sim, sem dúvida que é preciso gostar deste tipo de filmes 😉

    O Meet Joe Black também é um muito bom filme, concordo que ambos os actores tiveram um óptimo desempenho nos seus papéis. O Brad Pitt é um excelente actor, independentemente dos seus dotes físicos, são provas disso, filmes como esse, o Fight Club ou Seven, entre outros =P

  4. Lígia Says:

    Exacto! Estava com certas duvidas à cerca do nome do filme… “meet joe black”, nem mais.🙂
    Concordo que ele (Brad Pitt) tem os seus bons desempenhos mas não aprecio muito. Gostos né?

  5. Raquel Moniz Says:

    Detesto este tipo de filmes… sangue😦 Fico arrepiada e perco o sono. Sou mais de filmes “cor-de-rosa”.

  6. Psicologicamente... Says:

    Eu é ao contrário, tudo o que seja terror ou sci-fi é comigo ^^

    hihiihhi

  7. safado Says:

    O Filme foi de um infelcidade tremenda.O Hannibal que conhecemos e até aprendemos a gostar não precisava de nenhuma justificativa para seus atos.Muito diferente disso, Lecter faz isso porque gosta da carne humana, como nós gostamos da carne de porco ou boi.
    Hannibal Rising não pode ser considerado um dos filmes do serial killer.

  8. Eduarda Says:

    Discordo completamente…falam sem saber o que é comentar um verdadeiro e fantástico filme que nos apresentam como Hannibal Rising…simplesmente fascinante e imosionante em todos os níveis…vai uma carninha;) um filme a não perder…=))))

  9. Eduarda Says:

    Discordo completamente…falam sem saber o que é comentar um verdadeiro e fantástico filme que nos apresentam como Hannibal Rising…simplesmente fascinante e emocionante em todos os níveis…vai uma carninha;) um filme a não perder…=))))

  10. Bia "Lecter" Says:

    U film du hannibal rising e mto putente!!!e 1 flm k n xe pd perder,,prinxipalment u prutagunoxta, u Gaspard Ulliel!!!vai 1 carninha??xD

  11. ana wood Says:

    nao sei komo e k o hannibal konsegue comer carne humana so para faxer pagar os gajos k comeram a irma dele mas pronto e a vida !!!eles ate mereceram k ele lhes fixesse ixo.mesmo axim adr o filme!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: