Anime – 6 – Darker Than Black

Este, é quanto a mim outro dos animes que merece referência. Este anime, do estúdio Bones, suscitou em mim uma sensação semelhante à série Heroes: O tentar, a cada momento, descobrir quais os poderes das personagens. Confesso que gosto desta sensação: o inicialmente não se saber ao certo qual será o poder deste e do outro, o ir descobrindo as personagens à medida que se revelam para nós.

Portanto, sim, temos um desfile de poderes mágicos. Mas temos mais do que isso. Geralmente, quando falamos de super heróis, ficamos com a ideia de pessoas com uma capacidade extraordinária. Pessoas que consideramos pessoas de sorte, pois têm um super poder que pertence ao nosso mundo de sonhos. No entanto, em Darker Than Black, todos têm uma contrapartida ao seu poder. E não falo mais sobre isto: vão ver que não quero deixar spoilers.

Se em Fate/Stay Night também há um pouco esta sensação de descoberta e a existência de personagens com poderes, em Darker Than Black tudo isto está explorado de uma forma muito mais consistente e apelativa. Não é só um desfile de poderes, há alguma densidade por detrás da história e das personagens. (Darker Than Black muito à frente de Fate em termos de qualidade geral, portanto.)

Temos em resumo: Animação de óptima qualidade, personagens muito bem caracterizadas, uma banda sonora a corresponder e uma história com cabeça, tronco e membros.

Parece que está previsto um OVA para o fim deste mês, que dará um seguimento à história. Talvez dê resposta a umas pequenas pontas que não foram aprofundadas. (apesar de eu nunca ter muita fé nos OVA’s).

(A intro é muito boa, adoro o iniciar da música).

E para completar, cá fica o rescaldo do post sobre Gantz (desenho da Kishimoto Kei, feito inteiramente com a Pen Tool do Photoshop).

Kishimoto Kei

 

50 mil à custa do Hi5!

Fazendo um intervalo dos posts de anime, hoje apetece-me fazer uma coisa que já não faço há muito: o típico post das pesquisas dos motores de busca. Isto porquê? Porque fui olhar para elas, e como sempre, vi belas pérolas. E além disso, agora podemos ver os termos mais pesquisados deste sempre, o que tem uma certa piada em termos de quantidade.

Fico contente por ver algumas, como: “higurashi no naku koro ni”; “suzumiya ordem”; “fate stay night”; “ipj Lisboa”; “inato versus adquirido”; “lista de filmes sobre psiquiatria”, que de facto, são relacionadas com posts deste blog. Portanto, aos que aqui chegaram em busca destes temas, espero que tenham encontrado o que procuravam.

Quanto aos outros…

E que tal mostrar parte da tabela dos mais vistos desde sempre?

Motores de Busca

Vejam por vocês!

Psicologicamente espantada.